A Bandeira do Elefante e da Arara – O Encontro do Fortuito

É com o maior prazer que a Devir apresenta A Bandeira do Elefante e da Arara: O Encontro Fortuito, adaptação em quadrinhos da internacionalmente premiada fantasia heróica “O Encontro Fortuito de Gerard van Oost e Oludara”, escrita por Christopher Kastensmidt.

Seja bem-vindo ao mundo do Brasil Colônia, onde as selvas inexploradas abrigam os seres encantados das lendas, como o Boitatá e o Saci-Pererê. Nesse mundo fantástico, dois homens de coração puro — o holandês Gerard van Oost e o ioruba Oludara — se encontram em Salvador e formam uma amizade tão improvável quanto duradoura.

Histórias baseadas nesse universo já foram publicadas em revistas e podcasts de seis países, alcançando centenas de milhares de leitores e ouvintes. No Brasil, as histórias da série A Bandeira do Elefante e da Arara — publicadas na nossa coleção Asas do Vento — já chegaram até as salas de aula, onde crianças e jovens se deleitam com aventuras genuinamente brasileiras.

Apesar de todo esse sucesso, os dinâmicos aventureiros Gerard van Oost e Oludara exigem outros palcos para contar suas histórias, e este livro que você tem nas mãos é a primeira adaptação de suas aventuras para os quadrinhos. A arte fenomenal é assinada pelas talentosas Carolina Mylius (desenhos) e Ursula Dorada (cores), que conseguiram dar ainda mais vida à fabulosa história escrita por Christopher Kastensmidt.

E esta edição conta também com um prefácio escrito pelo célebre autor de ficção científica Roberto Causo e vários extras mostrando o processo de criação da história em quadrinhos!

Então, esperamos que você se encante tanto quanto nós com este mundo repleto de magia e aventura no Brasil seiscentista!

“Na selva tropical do brasil colónia, povoada por onças, jiboias, curupiras e sacis-pererês, dizem os veteranos que muitas vezes uma mente afiada e mais útil do que uma espada afiada. Gerard van oost e oludara aprendem essa lição enfrentando os mistérios de um país nascendo entre a floresta e o mar, com aventureiros cruéis, tribos misteriosas, escravidão e montanhas de joias que incendeiam a imaginação dos homens. A bandeira do elefante e da arara é um hino às grandes aventuras da literatura universal, e um olhar lúdico e carinhoso ao país que o autor escolheu para viver.” – Tabajara Ruas (Romancista, Jornalista e Cineasta Premiado)

“Você precisa ler as aventuras de olodura e van oost. Eu senti o mesmo fascínio e entusiasmo que sentia quando estudava história no colégio e queria saber mais e mais sobre esse brasil colónia, de matas exuberantes e mitos coloridos pitorescos.” – Giulia Moon (Autora Premiada da Série Kaori)

“Muito antes de ganhar uma adaptação em quadrinhos, a bandeira do elefante e da arara já era uma história cheia de cores. christopher e um exímio contador de histórias, seja onde quer que ele resolva contá-las. Eu mesmo, como autor que também bebe da fonte dos mitos tupiniquins, encontro aqui a oportunioade de viajar em um dos meus temas preferidos.” – Felipe Castilho (Autor da série o legado folclórico)

Histórias, curiosidades, notícias, mural de artes e muito mais, acesse o site oficial e confira o material completo sobre a saga: abandeira.org

BIOGRAFIAS DOS AUTORES

Christopher Kastensmidt é criador do mundo ficcional A Bandeira do Elefante e da Arara. As histórias ambientadas nesse mundo já foram publicadas nas revistas e podcasts de seis países, atingindo centenas de milhares de leitores.

A primeira história da série (adaptada do original neste livro) foi finalista do Prêmio Nebula, o “Oscar” da literatura fantástica, e vencedor do prêmio dos leitores da revista norte-americana Realms of Fantasy. Christopher é membro da SFWA (a Associação de Escritores de Ficção Científica e Fantasia dos Estados Unidos), coorganizador da Odisseia de Literatura Fantástica e idealizador do Concurso Hydra. Ele participou da criação de trinta games e chegou a ser Diretor Criativo da Ubisoft Brasil.

E convidado com frequência a palestrar em eventos nacionais e internacionais, desde a Jornada Nacional de Literatura, até a Convenção Mundial de Ficção Científica. Atualmente é professor da UniRitter, lecionando nas áreas de desenvolvimento de games e letras. Christopher nasceu em Houston, Texas, mas mora em Porto Alegre desde 2001.

Carolina Mylius é formada em Design Gráfico pela Uni-Ritter de Porto Alegre. Começou a trabalhar com ilustrações e colorização digital no ano de 2001, quando prestou serviço para várias agências e editoras nacionais e internacionais.

Nessa época foi responsável pela colorização das capas das versões brasileira dos mangás Samurai X, Shaman King, Battle Angel Afita, entre outros. Em 2006, Carolina começou a trabalhar como artista na desenvolvedora de jogos Southlogic Studios, onde realizou inúmeros trabalhos de arte conceituai, modelagem 3D e desenvolvimento de mapas de textura para modelos 3D. Três anos depois, se juntou à equipe de artistas dos Estudios da Ubisoft sendo responsável por boa parte da produção artística dos dois jogos produzidos para Nintendo DS também, pelo conceito e desenvolvimento de assets do jogo online Cone Amazon para a rede social Facebook. Atualmente trabalha na empresa Napalm Studio como artista conceituai, além de fazer alguns trabalhos como freelancer para editoras e agências de publicidade.

Ursula Dorada é ilustradora autodidata, também conhecida pelo apelido “SulaMoon”.

Frequentou curso em Design Gráfico pelo IFF-Campos/RJ até 2005, quando integrou a equipe da 3WT entretenimento em São Carlos/SP como artista 2D de jogos de celular, adaptando e produzindo jogos para Claro e Telefônica, atendendo a grandes clientes como Americanas e Casas Bahia. Em 2007, entrou na Chaplim Entretenimento, produzindo jogos tipo arcade para o Paraguai.

Nesse período, começou a atuar como colorista freelancer para a indústria de quadrinhos.Em 2008, Ursula mudou-se para Porto Alegre e se tornou parte do Fescher Neoilustração, onde trabalhou como ilustradora publicitária até 2014, atendendo aos mais variados projetos, e uma grande gama de clientes que vão clientes que vão desde a desde a Prefeitura de Porto Alegre, Docile, Tramontina até a Basf.e Souza Cruz.

Em 2010, passou um período na Ubisoft Brasil em Porto Alegre, onde atuou como artista 2D, produzindo assets e conceitos para jogos de Facebook. Atualmente trabalha como ilustradora freelancer; atendendo principalmente ao mercado de entretenimento.

 

PRÉVIAS

 

OUTRAS INFORMAÇÕES
A Bandeira do Elefante e da Arara – O Encontro do Fortuito
Roteiro: Christopher Kastensmidt
Desenhos: Carolina Mylius
Cores: Ursula Dorada
Acabamento: laminação fosca
Miolo:112 páginas coloridas sobre papel cuchê 90 g/m²
Formato: 16,0 cm × 23,0 cm