Cinco mil quilômetros por segundo

Cinco Mil Quilômetros por Segundo conta – ou quase conta – a história de amor de Piero e Lucia, que começou com uma troca de olhares casual entre dois adolescentes e termina com um encontro desesperado de dois ex-namorados agora mais velhos… e mais tristes.

Fior deixa a história de amor como pano de fundo e prefere se concentrar no início do relacionamento e em passagens onde os dois estão separados, uma ferramenta narrativa que torna essa HQ ainda mais pungente. As idas e vindas do casal são narradas em cinco capítulos, começando na Itália, passando pela Noruega e Egito, e novamente para Itália, em lindas aquarelas de Fior.

Manuele Fior nasceu em Cesena, em 1975. Depois de se for­mar em arquitetura em Veneza, em 2000, mudou-se para Berlim, onde trabalhou até 2005 como cartunista, ilustrador e arquite­to. Viveu em Berlim, Oslo e atualmente vive em Paris. Em 1994, ganhou o primeiro prêmio na Bienal De Jovens Criadores Da Europa e Do Mediterrâneo – Lisboa 1994, na área de quadri­nhos. Ele tem vários livros publicados: “Les jours de la merlette” (Ici Même, 2017), “Les Variations D’Orsay” (Futuropolis, 2015), “L’Entrevue” (Futuropolis, 2013), “Cinq Mille Kilomètres Par Se­conde” (Atrabile, 2010), “Mademoiselle Else” (Delcourt, 2009), “Icarus” (Atrabile, 2006) e “Les Gens Le Dimanche” (Atrabile, 2004). É considerado um dos artistas mais talentosos da sua geração e, além de autor de quadrinhos, também trabalha para várias revistas como ilustrador (Le Monde, Les Inrocks, Rolling Stone, The New Yorker, Vanity Fair, entre outras). Cinco Mil Qui­lômetros Por Segundo ganhou o Prêmio de Melhor Álbum no Festival Internacional de Angoulême, em 2010.